quinta-feira, 16 de agosto de 2007

Na Rússia, Welliton é alvo de racismo da própria torcida

Futebol/Campeonato Russo - (14/08/2007 14:35:43)

http://www.gazetaesportiva.net/ge_noticias/bin/noticia.php?chid=114&nwid=247821

Moscou (Rússia) - A passagem do atacante Welliton pelo Spartak Moscow, da Rússia, está longe de ter começado bem. Em seu segundo jogo pelo clube, diante do Krylia Sovetov, no último sábado, o ex-jogador do Goiás viu a torcida do próprio Spartak pendurar um cartaz com os dizeres “A camisa 11 é só do Tijonov. Macaco, vá para casa”, em alusão ao número utilizado pelo brasileiro e ao antigo dono, atualmente no Khimki, também de Moscou.
O fato movimentou as autoridades do futebol do país. A Federação Russa promete investigar as ofensas racistas e promete uma punição, que pode ser uma multa de US$ 19,6 mil (aproximadamente R$ 39 mil) ou mandar uma partida com portões fechados. “A Fifa também exige que as manifestações racistas durante os jogos devem ser punidas com a perda de seis pontos', completou Vitali Mutko, presidente da Federação.
O ato da torcida do Spartak espantou os jogadores brasileiros que atuam no futebol russo. “Surpreende muito que isso tenha partido dos torcedores do nosso próprio time e que tenha sido contra Welliton, porque desde que ele entrou no time só tem recebido elogios”, comentou Mozart, companheiro de Welliton no Spartak.
“Soube do que aconteceu e fiquei muito chateado. Temos aqui no CSKA o Vagner Love, o Jô e também um nigeriano (o defensor Odiah), e nunca vi eles serem ofendidos nos estádios. Toda manifestação de racismo deve ser condenada aqui ou em qualquer lugar do mundo”, disse o volante Dudu Cearense, que já atuou na França e no Japão e está atualmente no CSKA, rival do Spartak.
Vale lembrar que Welliton chegou ao Spartak no início deste mês e custou cerca de US$ 6 milhões (R$ 12 milhões) ao clube russo. O atacante ainda é o artilheiro do time goiano no Campeonato Brasileiro, com seis gols.

Um comentário:

Uyra disse...

Mais uma vez lamentável, mas , infelizmente, não precisamos ir tão longe assim. No último São Paulo x Corinthians apitado pelo João Paulo de Oliveira( ou César não me lembro o nome), ouvi, nas arquibancada azul a seguinte frase: Lugar de macaco é no circo!!
Infelizmente não encontrei o infeliz para presentea-lo com um soco ( brincadeira, sou da paz, mas que dá vontade dá)
O certo seria isso mesmo, pegou manifestação racista: cadeia e portoões fechados, resumindo, se não vai por bem, vai por mal.