terça-feira, 30 de outubro de 2007

Policial é condenado por morte de torcedor do América-RN

30/10/2007 - 14h00, Do UOL EsporteEm São Paulo

http://esporte.uol.com.br/futebol/ultimas/2007/10/30/ult59u135249.jhtm

Paulo Roberto Alves Tavares, cabo da Polícia Militar de 43 anos de idade, foi condenado pelo Tribunal de Justiça do Rio Grande do Norte a uma pena de 14 anos de reclusão por conta do homicídio de um torcedor do América-RN, no estádio Machadão, em 1995.
O crime ocorreu em frente ao portão 5 do estádio, no dia 12 de março de 1995, em um jogo entre América-RN e Força e Luz. Segundo o Ministério Público, Paulo Roberto esmurrou o torcedor e o matou com "três disparos estúpidos, certeiros e mortais".
A confusão começou quando Paulo Roberto, torcedor do Força e Luz, gritava o nome de sua equipe e encontrou com Sebastião. O fã do América-RN também começou a dizer o nome de seu clube e revoltou o PM, que o agrediu e disparou o revólver de calibre 38.
Segundo a Promotoria, não houve qualquer discussão que justificasse a atitude do policial e a vítima não teve tempo para reagir. O julgamento durou oito horas e Paulo Roberto teve negado o pedido de recorrer em liberdade.

Nenhum comentário: